sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

De meias pelo Louvre!! Paris!!!


Uma das minhas melhores amigas acabou de chegar de Paris e me trouxe inspiração para postar sobre a própria beleza da cidade luz, linda como poucas outras, que encanta os olhos de qualquer visitante.


Estava nevando neste início de ano em Paris e apesar de ser inverno, a cidade tem seu charme nas 4 estações. O frio pode atrapalhar um pouco, chegando a menos 7 graus (2009). Então, se você optar por ir nesta época, certifique-se antes da previsão do tempo, para não ser surpreendido pelo frio excessivo. Depois, prepare a mala com sobretudo, gorro, cachecol e luvas e se deixe levar pela beleza da cidade.

Para mim, a Primavera (abril e maio) e o início do inverno (setembro,outubro) são os melhores meses para visitar a cidade. Ano retrasado, fui no início de outubro e o clima estava perfeito, as árvores já em tons dourados, com folhas secas cobrindo os passeios e o vento balançando as folhas pra lá e pra cá... LINDO.

No verão (junho a agosto), a cidade fica mais vazia, já que os franceses adoram curtir o verão em outras cidades. Vários bons restaurantes e padarias fecham as portas, entretanto tem as suas vantagens, como a de visitar vários monumentos sem fila, evitar o trânsito caótico e curtir um climazinho mais quente.

O charme de Paris salta aos olhos e a cidade inspira o romance. É uma cidade quase toda plana, construída às margens do encantador rio Sena, num ponto chamado "Île de la Cité ". Ao norte do rio fica a Rive Droite (margem direita) e, ao sul, a Rive Gauche. A melhor maneira de entrar um pouco nos seus mistérios é andando, andando e andando à pé, de mêtro, RER e por quê não de bicicleta?

Acho um charme caminhar pelas ruas de Paris de bicicleta. Para isso você só precisa de 1 euro ou do seu cartão de crédito. Você pode alugar uma bicicleta nos diversos postos espalhados pela cidade e se quiser seguir caminho, ou paga a cada meia hora, ou segue trocando de bicicleta pelos postos.
Aliás as facilidades de transporte público em Paris merecem sempre lugar de destaque. Para você ter um idéia, além do mêtro, RER e ônibus funcionarem perfeitamente para qualquer destino, existem mais de 300 km de pistas exclusivas para ciclistas. É só pegar um mapa e preparar para um passeio inesquecível. Claro que fica difícil fazer isso se estiver nevando ou fazendo muito frio, por isso prefiro ir fora do inverno.


Se você quer aproveitar bem a cidade, não alugue um carro por lá, porque ai sim você vai se estressar a cada vez que precisar estacionar ou quando ficar parado no trânsito caótico da bela cidade.

Evite andar de mêtro com malas, neste caso é melhor o táxi mesmo. Mas se optar por alugar um carro, escolha uma das companhias mais famosas, que são Avis, Hertz e Europcar. Cuidado com as franquias de preços exorbitantes. Na minha opinião é melhor você pagar uns 15 euros a mais e evitar franquias caríssimas. Este site abaixo pode te ajudar nas pesquisas pelos melhores preços:
http://www.voituredelocation.fr/

As várias possibilidades de coisas a fazer, não podem estragar seu passeio, a ponto de você ficar estressado ou mau humorado (como alguns franceses). Por isso é importante definir o que gostaria de conhecer naquele dia, assim como reservar um restaurante para jantar à noite.
É claro que não é para seguir o roteiro à risca, porque sempre você vai ficar mais tempo em alguns lugares e acrescentar outros desconhecidos, mas o importante é curtir com calma cada manhã, cada esquina, cada chocolate quente ou macarrons da cidade, mesmo que isso signifique deixar de conhecer alguns outros.



Eu sempre acho que a primeira vez em Paris é mágica, inesquecível e romântica, como não poderia deixar de ser, mas pode se tornar estressante se você tiver poucos dias e quiser conhecer tudo que a cidade te oferece.
Da segunda vez, você consegue sentir melhor o clima e os encantos do dia a dia dos parisienses. Mas como poucos tem a sorte de voltar lá frequentemente, curta cada segundinho da sua primeira vez.


Eu acordava toda manhã, tomava um demorado banho de banheira, arrumava-me e colocava um cachecol, descia para degustar o café da manhã e só depois saia para desvendar os mistérios da cidade com meu amor.

Leve sapatos confortáveis e botas baixas de preferência, para que isso não atrapalhe seu passeio. Vou abrir um parênteses para contar um caso-mico. Comprei uma bota baixa no Brasil, e coloquei pela primeira vez no dia que fui conhecer o Louvre. Após algumas horas caminhando pelas belíssimas obras de arte, meu pé doía tanto, mais tanto, que não tive outra opção. Tirei a bota, guardei na bolsa e continuei passeando de meias, e olha que não foi por pouco tempo. Continuei andando como se fosse a coisa mais normal do mundo, na maior classe, para não chamar a atenção... rs... Dá para imaginar a cena? Por isso, certifique-se de que seus sapatos realmente são confortáveis.

Já que falei do Museu do Louvre, não posso deixar de comentar que é um passeio realmente imperdível, mas a Mona Lisa me decepcionou um pouco, perto de tantas obras de artes maravilhosas. O quadro é muito pequeno e você nem pode chegar perto para apreciar. Não se esqueça que o museu não abre nas terças-feiras.



Uma boa dica que peguei do site da conexão paris é entrar no museu do Louvre pelos corredores do metrô, evitando as gigantescas filas.


"Não desçam na estação Louvre/Rivoli e sim na estação Palais Royal/Musée du Louvre. Duas linhas de metrô se cruzam nesta parada, a linha número 1 que liga La Defense a Château de Vincennes e a linha número 7 de Villejuif a La Courneuve.

O acesso direto ao Louvre se encontra na plataforma direção La Defense. Aqueles que chegarem a esta estação vindos pela linha número 7 não devem sair e sim procurar direção La Defense.

Aí se encontra a saída para o Carrousel du Louvre, onde se encontra a pirâmide invertida e as entradas do museu."

Lá dentro do Louvre, vale uma parada para um cafezinho no Café Marly ou se preferir, conheça o Le Fumoir, que fica ao lado do Louvre.

Café Marly, 93 Rue de Rivoli
Le Fumoir, 6 rue de Am. Coligny

Outro museu interessante é o Museu D’Orsay, nem que seja para você conhecer o prédio por fora, que é uma antiga estação de trem. Muito lindo.No entanto, se você está com os dias contados, opte pelo Louvre, claro.

Em outubro de 2007, fiquei hospedada no charmoso bairro Quartier Latin, que fica na margem esquerda do rio Sena, no centro de Paris, do lado da Ile de la Cité. Gosto é gosto né, tenho amigos que não gostaram de se hospedar por lá. Eu achei bem localizado, diferente e recomendo.
Geralmente, eu que escolho o hotel para as viagens, mas como desta vez foi surpresa do meu marido eu não anotei muita coisa a respeito dele. Era um 4 estrelas, com o quarto e o banheiro grandes para os padrões parisienses e tinha um excelente atendimento, mas o preço não era barato. Assim que souber o nome, posto aqui. Aliás, boas opções de hospedagens por lá é o que não faltam.
Depois que voltei de lá, em uma das minhas pesquisas (conexão Paris), achei um lugar interessante e barato de se hospedar no Quartier Latin.







HOTEL DES GRANDES ECOLES 75, rue Cardinal Lemoine 75005 Paris • France Tél. : +33(0)1 43 26 79 23 • Fax : +33(0)1 43 25 28 15.
http://www.hotel-grandes-ecoles.com/

É um 3 estrelas, com diárias a partir de 121 euros, com café da manhã. São 51 quartos, confortáveis e românticos, sem muito luxo. E o que eu mais gostei, é que ele fica dentro de um parque no Quartier Latin. Olha que delícia, acordar ao som de passarinhos em plena Paris e ao lado do Panthéon (Place du Panthéon. 10h/19h15. 7 euros), onde estão sepultados heróis e intelectuais (vale a visita).


OUTRAS OPÇÕES DE HOSPEDAGEM:



1- Hotel De La Trémoille 

2- Park Hytty Paris (já tinha dado esta dica aqui).

3- Plaza Athénée Paris

4- Hotel Scribe fica localizado próximo as Galerias Lafayette.





OUTROS PASSEIOS RECOMENDADOS:

Passear sem pressa pelo Rio Sena é imperdível. Para incrementar seu passeio, navegue em um dos bateaux mouches (50 euros a 135 euros). Tem opções de jantar nos barcos, mas eu não acho que a comida compense. Prefiro gastar esse dinheiro em um dos ótimos restaurantes estrelados que a cidade oferece (leia a postagem sobre restaurantes em Paris).

Conhecer a magia da Catedral de Notre Dame vale e muito a pena. Assim como visitar a Capela da Nossa Sra da Medalha Milagrosa (140, rue du Bacque) que é bem menos turística, fica escondidinha em uma ruazinha, mais tem um altar e uma história maravilhosa. Aproveite para aumentar sua fé e agradecer pela maravilhosa oportunidade de estar naquela bela cidade.

Essa primeira foto eu tirei do altar da capela da medalha milagrosa.




A subida pelos vários degraus da escadarias de Montmartre (130 metros de altura), vale o esforço. Ao final do morro você é aclamado com uma bela vista da cidade. A igreja de Sacre Crê tem todo seu encanto.

Uma paradinha em um dos restaurantes da Champs-Elysées é passeio obrigatório, nem que seja só para tomar um café no Fouquet´s e ficar observando os encantos e a movimentação da bela avenida. Cuidado com os restaurantes "pega-turistas", que são caros e de baixa qualidade.


http://images.google.com.br/imgres

Fouquet´s - 99 Av. Champs Elysées - Flore


Suba também no Arco do Triunfo, para ver mais uma das belas vistas da cidade.

Nossa, chequei até aqui e ainda não falei da Torre Eiffel. Não tem jeito, a primeira vez em Paris, você só cai na real quando avista a famosa torre. De dia, eu não achei nada demais na torre em si, mas vale a pena subir pelos seus elevadores e ver a cidade inteira lá de cima. Não se esqueça que não pode subir com sacolas ou bolsas muito grandes e não tem lugar para guardar lá em baixo (não sei se continua assim). À noite, a torre ganha seu encanto, com uma iluminação para lá de especial.
Boas opções de cafés por lá são o Café Carette e o Café Francis.

Café Francis, 7 place Alma
Café Carette, 4 place Trocadero


Outro passeio que eu recomendo é o Marais, o charmoso bairro dos artistas, com sua ruas esquisitas e suas construções que lembram castelos, além das diversas lojinhas. Não deixe de ir na Place des Vosges. Se puder faça estes passeios no domingo. As estações do metrô mais próximas são a Saint-Paul e a Bastille. Victor Hugo morou aqui, e sua antiga residência está aberta à visitação pública.


Foto:www.flickr.com

No Marais, a melhor e mais requintada opção de restaurante é o estrelado l’Ambroisie, mas dói no bolso. Outra boa sugestão para uma pausa é o Café Hugo.

Visite também o Hotel de Sully - 62 rue Sainte Antoine 75004 Paris

O restaurante CAMILLE tb foi recomendado.

24 rue de Francs-Bourgeois - tel. 01 42 72 20 50

O restaurante CHEZ JANOU BISTROT para uma comidinha francesa

2 rue Roger Verlomme - tel. 01 42 72 28 41

E para uma boa massa vá até o L'OSTERIA.

10 rue de Sévigné - tel. 08 99 65 51 05


Não deixe de apreciar a paisagem e as obras de arte contemporânea expostas no Jardin de Luxemburgo. Aqui eu ia a pé do meu hotel, no Quartier Latin.




Conhecer a Rue Saint Louis en Île, um dos locais mais belos da cidade e provar o sabor artesanal do sorvete Bertillon, considerado o melhor da cidade é mais que recomendado. O de caramel au beurre salé é um dos mais saborosos. Se estiver com tempo, caminhe até a Ponte Sully.
Na Ile de La Cité você pode visitar também o Mercado de Flores e o Mercado de Pássaros de Paris, este último somente aos domingos. Vá até a Praça Vert Galant e aproveite para fazer uma pausa.

Tem também o passeio da Rue Royale, até a Place de la Concorde.
E uma visita a Ponte Neuf , a mais antiga de Paris, datada de 1607.

Se você for pensar, Paris é mesmo incrível, são várias opções de passeios interessantes.

Recomendo também uma passada pela Rue de Rivoli, considerada uma das mais chiques e caras da cidade, com seus vários hotéis e lojas e a Place Vendôme rodeada por joalherias e grifes famosas. É lá que fica o tradicional Hotel Ritz.
Aproveite para conhecer o Hotel de Ville, onde fica a prefeitura de Paris. Tome um chocolate quente Africain no Angelina e experimente o "Mont Blanc", a especialidade da casa à base de "merengue, crème de marron vanillée et chantilly". Nesta mesma rua, não deixe de conhecer a tour Saint Jacques que fica ao lado da praça Châtelete.


http://images.google.com.br/

Angelina- 226, Rue de Rivoli – 1er. Nos finais de semana, fica muito cheio.
Se você tem mais tempo, dê uma passada no bairro da Defense, uma parte bem diferente de Paris, em que o trânsito e estacionamentos são todos subterrâneos. Por aqui, além de torres empresariais, espaços públicos, tem o shopping Le Quatre Temps e o famoso prédio de 37 andares em formato de cubo La Grande Arche de La Défense.
Mesmo que você fique poucos dias, recomendo uma visita ao Palácio de Versalhes. A maravilha e grandeza dos seus jardins impressionam, assim como seu rico interior. Para evitar se estressar com as enormes filas, compre seu ingresso antecipadamente na Fnac, lojas ou site ou mesmo nas estações de trem de Paris.



Não se esqueça que Versailles está fechado nas segundas feiras e no dia 1 de maio.
O Chateau de Vincennes é outro castelo interessante de se visitar para quem já conhece Versailles. Se você pegar a linha 1 do metrô, a estação Vincennes é o fim da linha. E de lá, é só caminhar um pouquinho até o castelo.

Para quem aprecia ballets, óperas, concertos e orquestra, a Ópera Garnier é parada obrigatória, (O end. Place de l'Opéra).
Em Paris você sempre é surpreendido. Se você já conheceu todos estes famosos pontos turísticos, pode desvendar os mistérios das pequenas ruas, os parques menores, os lindos jardins e outros museus menos conhecidos.
Descubra uma Paris só sua, sem roteiros, desvende cada cantinho. Tem o pequenino jardim da Rue Récamier (travessa da Rue de Sèvres), que fica perto de Saint-Germain. A Rue de Babylone e o museu da Place des États Unis, (dicas de Rui Porto) e visitar o novo museu de Quai Branly, obra do arquiteto Jean Nouvel (dicas de Rui Porto).




COMPRAS EM PARIS:





No outlet La Vallèe Village você encontra as coleções passadas das grandes marcas, acessórios e artigos para cozinha. Armani, Anne Fontaine, Diesel, Givenchy, D&G, Burberry, Ordning & Reda, Baccarat, só para citar algumas.

http://www.lavalleevillage.com/lavallee/home.asp

Sephora- É o paraíso para as mulheres, com variadas opções das melhores maquiagens, cremes e perfumes.

70, Avenue des Champs-Élysées, metrô Franklin D. Roosevelt.

Galeries Lafayette - Imperdível!!! A Lafayette, além de roupas e acessórios, tem produtos para casa e arte culinária (o Lafayette Casa). O único problema é que vive lotado.

http://www.galerieslafayette.com/

Printemps fica ao lado da Galeria Lafayette. Por aqui, além das compras, você experimenta as delícias da padaria do Alain Ducasse e os famosos macarrons Ladurée.

Printemps: 50 boulevard Hassmann 75009 Paris

A rue d’Alesia em Paris, tem lojas com estoque de boas marcas.

Rue d’Alesia - Paris 75014 - Metrô Alesia.

Palais Royal é um lugar com belos jardins, obras de arte e lojas super luxuosas, como Marc Jacobs, Acne Jeans, Pierre Hardy, Stella MacCartney, só para citar alguns.

Palais Royal - 75001 Paris - metrô Palais Royal - Musée du Louvre.
Para os mais animados, a cidade de Troyes, que fica há uma hora de Paris, tem outlets de grandes marcas francesas (Chanel, Dior) e também da Puma, Adidas, Nike, Levi’s etc. Essa cidade é bem interessante, com muitas ruelas medievais, de chão de pedras.
De 7 de janeiro até 10 de fevereiro tem liquidação na maioria das lojas parisienses.

Um passeio lindo, diferente e ainda pouco turístico, é uma visita ao castelo Vaux le Vicomte. É só pegar um trem na Gare de Lyon e comprar passagem para Melun (25 minutos de trajeto). Em Melun, pegue um ônibus ou um táxi e percorra 6 km até o castelo. Vale a pena.
Você também pode ir de carro (55 km) ou de excursões.
PASSEIOS PELOS ARREDORES DE PARIS:

http://www.olharesaeiou.com/

Outra opção de passeio é a cidade de Strasbourg, a capital da Alsácia. Mas você tem que está disposto a percorrer 2.30h de trem rápido até lá. A cidade é super charmosa. Se puder, tire um dia inteiro e durma por aqui.





http://www.pictures-france.com/strasbourg/strasbourg-007.jpg


Você também pode conhecer Reims, a famosa região do Chapagne. A Paris Champagne Tour organiza viagens em minibus para lá. (cerca de 14o euros)



O nome da região onde Reims está situada é Champagne, e dai nasceu o nome da famosa bebida, que é um vinho espumante que borbulha e passa por uma rigorosa produção, que começou a ser fabricada aqui. Por isso, só as bebidas fabricadas nesta região podem ser chamadas verdadeiramente de Champagne, pois exitem medidas legais para evitar a utilização indevida deste nome. Então as outras bebidas são Espumantes e não Champagne.
Os principais pontos turísticos por aqui são o Musée Saint-Remi, Basilique e Palais du Taus. A atração principal, continua sendo as caves de algumas das marcas mais famosas de champagne. As caves da Mumm merecem uma visitinha.
O famoso Champagne Veuve Clicquot Ponsardin (Place des Droits de l'Homme), Champagne G.H. Mumm & Cie (Rue du Champ de Mars 34) e o Champagne Maxim's (Rue des Créneaux 17), são todos fabricados aqui.


Já o passeio até o Mont Saint Michel eu acho muito corrido fazer em um só dia. A beleza e a distância (365 km de Paris) do monte merecem uma noite de estadia. Se você preferir não alugar um carro, pode pegar um trem de alta velocidade até Rennes na Gare Montparnasse em Paris e depois seguir de ônibus até o monte. esse trajeto leva mais de 3 horas.

Na cidade, ainda há 4 museus (nada demais) e uma igreja para você conhecer, mais a atração principal é mesmo a vista e o monte.

http://media-2.web.britannica.com/

Há 250 Km em Tours é possível voar num balão pelo Vale do Loire e sobrevoando os castelos de contos de fadas e seus jardins maravilhosos.
tel. 33-620554070





http://www.loire-et-montgolfiere.com/


NOVIDADES E CURIOSIDADES:
Foi inaugurado em Paris o primeiro banco de praça WiFi, com tomada para recarregar o celular e a capacidade wifi atinge 50 metros. Fica perto da saída de metro Chateau Rouge no 18ème e é gratuito. Dentro de algum tempo, ainda teremos mais uns 400 bancos destes por lá. Isso é primeiro mundo!!!

updateordie.com

Se você, assim como eu, curte um bom jazz, vá até a antiga casa de jazz Duc des Lombards.
Endereço: 42 rue des Lombards 75001 Paris. Metro Châtelet.
Em Paris você compra as calças jeans mais famosas do mundo, a Acne Jeans.
Fazer as unhas em Paris é fria, elas não tiram cutícula e cobram bem mais caro que no Brasil.
Você pode beber sem medo água das torneiras em Paris.
Um bom site para dicas de paris é o http://www.conexaoparis.com.br/

PREVISÃO DO TEMPO EM PARIS:
Dê uma olhada nesse site para saber a previsão do tempo em Paris:
http://www.windfinder.com/forecast/paris

TREM NA FRANÇA:
Viajar de trem pela França, faz você sentir o clima do país. As estações ferroviárias de Paris são ótimas e se localizam em áreas centrais. Tem a opção do TGV - Trem de Grande Velocidade, que faz Paris/Marseille em 3 horas. Aliás, para qualquer lugar do interior da França, o mais recomendado é o TGV.



DICAS GASTRONÔMICAS:

A variedade e qualidade da gastronomia francesa é mesmo indiscutível. Grande parte dos 50 melhores restaurantes do mundo estão na França, principalmente em Paris.
A lista dos 50 melhores, você visualiza no:
http://www.theworlds50best.com/2008_list.html
Nos restaurantes, não se esqueça das palavrinhas básicas, BONJOUR ou BONSOIR , S’IL VOUS PLAÎT no início da frase e MERCI no final da frase.

Ladureé: se você ama os famosos macarrons franceses, corra para esta loja. Sinceramente eu não aprecio muito macarrons.



Poilâne - Uma passadinha na melhor padaria francesa é parada obrigatória.
6ème Poilâne 08 rue du Cherche-Midi – 6ème
http://www.poilane.fr/

Se você passar pela Gare de Lyon , não deixe de conhecer o Train Bleu, um dos restaurante mais lindos de Paris e o melhor, com preços não tão exorbitantes.

Diep: restaurante chinês para almoçar.

55, rue de Pierre Charron - 75008 tel: 0145635276


Abaixo mais dicas que peguei de lugares para almoçar:

Musee d'Orsay: Le Telegraphe
41 rue de Lile tel: 0158621008

Chez Nenesse - 17 rue de Saintonge tel: 0142784649

Benoit - 20 rue de Saint Martin tel: 0142722576

SECCO- tem um pão de nozes e croissants muito gostosos! 20 Rue Jean Nicoit , 75007. 



COMO ESCOLHER O BAIRRO PARA SUA ESTADIA EM PARIS??

Em Paris, temos mais ou menos 20 bairros, são os da margem esquerda, margem direita, bairros do oeste e bairros do leste parisiense.
O ideal é ficar nos bairros do centro da cidade, que são os bairros que se localizam perto dos principais pontos turísticos de Paris. Os mais recomendados são os de número 1, 2, 4, 5, 6, 7, 8, o sul do 9 e o norte do 16. Como já citado acima, eu recomendo ficar no bairro 5, que é o Quartier Latin.


Foto:www.conexaoparis.com.br

O bairro de número 1 é perto do Louvre, o 4 é o Marais, o 7 é perto da Torre Eifel,o 8 é perto do Arco do Triunfo e o 9 perto das Galerias Lafayettes.

http://www.french-paris.com/


Abaixo segue mais uma diquinha pra quem tem paciência de ficar horas em um brechô para comprar peçinhas boas a preços baratos... Já vou avisando que fica lotado!!! Haja paciência!!!

Fripes Star- Fica no Marais
61 rue de la Varrerie 75004 Paris
Metro Hotel de Ville

8 rue Sainte-Croix de la Bretonnerie 75004 Paris
Metro Saint Paul

Hum, que vontade que me deu de estar em Paris...

Atualização 2014: Cheguei de Paris agora em abril e vou repassar dicas gastronômicas recentes em um novo post.

Um beijo

Paula Gontijo

9 comentários:

Caroline Barbosa disse...

Paula,

Já acompanho seu site faz tempo, e suas reportagens sempre me inspiram sabia? Parabéns pelas dicas.

Carol

Ana Paula disse...

Nossa que saudades que deu de Paris, oh cidade linda! Parabéns cat, você é uma verdadeira guia turística.
Beijos

Paula Gontijo disse...

Obrigada Carol. Volte sempre!!!

Paula

Paula Gontijo disse...

Nossa!!!! Que milagre!!!!

Até que enfim, uma amiga minha prestigiou meu blog com comentários!! Rs

Cat, você viu que essa reportagem foi feita em homenagem à você né?!!

Que bom que gostou!!

Beijos,
Paula Gontijo

Anônimo disse...

Paula de DEUS!

Não me diga que vc NÃO FOI a FAUCHON!!!

Na Madeleine...

Nem quero pensar nisto...!!!

AI AI AI AI!!!


Ehehehehehe!

Minha casa é no 12!

bissouuuuuss

Chris- Portugal

Estilo Cinderela disse...

Gente!!! Estava procurando dicas de Paris pela internet e achei seu blog... estou indo agora em fevereiro! Vou imprimir essas dicas e levar... com certeza minha viagem vai ter outra cara! ;)
Bjo bjo

Estilo Cinderela disse...

Ahh, dei a dica do seu blog no meu!!! Bjos

Photografando com Fabricia disse...

Suas dicas são maravilhosas!!!!

AnaLê disse...

Oi! Adorei esse post! Vou a Paris no final do mês e, depois, a alguns lugares que não conheço, como Mont Saint Michel.
Já estou anotando algumas das suas dicas.
Se quiser, dê uma olhada nas minhas (http://malas-prontas.blogspot.com.br/). Bjs